Onde ficam as águas mais transparentes do Brasil?

Em Bonito, no Mato Grosso do Sul, existem cachoeiras e cavernas nos cursos d’água além de flutuação em rios absolutamente transparentes!

A nascente do rio Olho D'Água, protegida por uma RPPN - Reserva Particular do Patrimônio Natural, é o local onde inicia-se o passeio de flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativo localizado em Jardim (MS), município que integra a região da Serra da Bodoquena.

AUTOR: Guilherme Verão

Com apenas 21 mil habitantes, Bonito é, no entanto, uma das principais cidades próximas ao Pantanal.

Fica a 312 quilômetros de Campo Grande, capital do estado de Mato Grosso do Sul e perto da fronteira com o Paraguai e a Bolívia.

Longe das praias e de grandes centros como São Paulo e Brasília, Bonito não foi descoberto turisticamente até muito recentemente.

É um destino cuja exploração é incipiente e muito bem controlada.

A principal atividade na área é a flutuação em nascentes praticada nas águas cristalinas dos rios Baia Bonita, Olho d’Água e Sucuri, verdadeiros aquários naturais onde é possível nadar ao lado de peixes multicoloridos.

Para adicionar um toque extra de adrenalina, você pode combinar mergulho e rapel: explorando cavernas subaquáticas como no Abismo Anhumas!

Fotos incríveis: o que torna os cliques no Abismo Anhumas tão especiais - Abismo  Anhumas

 

A proposta mais divertida é o passeio de Boia Cross e passeio de bote!

Assim, Bonito é um destino tanto para aventureiros quanto para famílias. Você pode dedicar vários dias a visitar Bonito e organizar passeios que alternam entre rafting, flutuação em pequenas nascentes, arvorismo e caminhadas em cachoeiras e cavernas.

Atenção: Bonito quer preservar sua natureza e todos os passeios e atividades são regulamentados. É sempre necessário recorrer a uma agência especializada e autorizada em Bonito, pois as autoridades não permitem a circulação de turistas solitários nos atrativos!

Abismo de Anhumas: é uma das maiores cavernas submersas do Brasil. Foi descoberto na década de 1970 por um peão de fazenda! A largada começa com uma descida de três metros, com a técnica de rapel, por um estreito desnível no solo.

Depois, o sulco se alarga e você chega a uma cratera gigantesca. É preciso descer 72 metros, novamente de rapel, para chegar ao lago de águas cristalinas. Apenas dois grupos de oito funcionários podem descer por dia, juntamente com seus guias.

O passeio dura de três a quatro horas. Se possível, é melhor fazer parte do grupo da manhã para ver a caverna com o sol da manhã, até 13h00

Gruta do Lago Azul: considerada patrimônio nacional. Tem o nome devido ao seu tom de azul profundo. Esta é uma ilusão de ótica porque a água é realmente cristalina. Apenas quatro grupos são permitidos por dia (300 pessoas no total). E a recompensa que os espera no final de uma escada de 290 degraus. Tal como em museus, a lagoa pode ser vista mas não pode ser tocada … Não é permitido tomar banho para a preservar e não impactar nos vestígios arqueológicos e os fósseis detectados no seu leito.

A Gruta do Lago Azul é a atração mais impressionante de Bonito | Viagem e  Turismo

Boca da Onça: é uma cachoeira de 157 metros de altura. É um passeio distante 65 km da cidade de Bonito. No caminho, você pode ver muitas cachoeiras menores e o cânion do Rio Salobra. Suas paredes de quase 100 metros convidam à escalada e ao rapel.

Bonito é alcançado com conexões áreas de diversos Estados brasileiros ou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Com vôos diretos a Campo Grande capital do Estado do Mato Grosso do Sul e de lá são 3 horas de viagem de carro, van ou ônibus!

Ou você pode chegar aqui em estradas retas e quase infinitas em uma viajem fascinante no seu próprio carro!

Tags :

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA BONITO/MS

Deseja receber a nossa revista digital exclusiva com valores, fotos e dicas de passeios aqui em Bonito?

Preencha seus dados aqui 💙

Open chat
Precisa de Ajuda?