roteiro bonito agência de turismo em bonito

Dados sobre Turismo de Aventura

O turismo de aventura é caracterizado por atividades recreativas, esportivas, relacionadas a cidades ou ambientes turísticos, sejam esses naturais, construídos, urbanos ou rurais.

O Ministério do Turismo brasileiro tem a seguinte definição de turismo de aventura:

“Turismo de Aventura compreende os movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não-competitivo.”

Além disso: “os deslocamentos e estadas que pressupõem a efetivação de atividades consideradas turísticas” e as “práticas de aventura de caráter recreativo e não competitivo” pressupõem “determinado esforço e riscos controláveis, e podem variar de intensidade conforme a exigência de cada atividade e a capacidade física e psicológica do turista”.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) define turismo de aventura como “Atividades oferecidas comercialmente, usualmente adaptadas das atividades de Turismo de Aventura, que tenham ao mesmo tempo, o caráter recreativo e envolvam riscos avaliados, controlados e assumidos.”.

Segundo a Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA (2008), não se sabe exatamente quando e como o turismo de aventura surgiu no Brasil. Isso se deve porque ele apareceu em diferentes lugares, diferentes formas e nomenclaturas variadas. Porém, estima-se que os primeiros prestadores de serviços em turismo de aventura datam o ano de 1975. [1]

Na verdade, muitas pessoas quando escutam a expressão “turismo de aventura” acreditam ser marcado por atividades perigosas, mas isso não é verdade! O turismo de aventura vem, a cada dia, ganhando mais adeptos, tanto no Brasil quanto no mundo. E há várias razões para isso.

Em resumo

  • O turismo de aventura tem crescido 20% ao ano, desde 1998; 
  • O mercado de turismo de aventura gerou U$ 112.22 bilhões em 2020
  • É esperado que o mercado de turismo de aventura gere U$ 1.169,09 bilhões até 2028
  • Entre 2021 e 2028 haverá um crescimento de 20,1% nesse segmento de turismo; 
  • A cidade de Brotas, no estado de São Paulo, considerada a capital do turismo de aventura no Brasil, teve aumento de 37,8% entre agosto e outubro de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, nas atividades ligadas ao turismo de aventura; 
  • Ainda em Brotas, houve crescimento, em 2020, de 10% na geração de empregos diretos e indiretos ligados ao turismo de aventura, correspondendo a 38% de todos os postos de trabalho da cidade; 
  • As passagens aéreas tiveram um aumento, nos últimos 12 meses, de 123,26%;
  • Em 2022, o turismo nacional cresceu 47,7% em abril, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. O faturamento total no período foi de R$ 15,3 bilhões. Assim, o turismo está em alta e viagens de carro e ônibus têm sido muito procuradas por turistas em todo país.

📸 O crescimento do turismo de aventura

Antigamente, considerava-se o turismo de aventura como um subproduto do ecoturismo. Mas, atualmente, o turismo de aventura tem características e mercado próprio.

No Brasil, vários empreendimentos foram construídos, buscando justamente esse turista, interessado em um estilo de vida mais saudável e com sensibilidade de preservação do meio ambiente.

Conforme a Organização Mundial do Turismo e também da Sociedade Internacional do Turismo, o turismo de aventura tem crescido 20% ao ano, desde 1998.

Conforme o tourismnotes.com, um site americano especializado em turismo de aventura norte-americano, o turismo de aventura atrai um grande número de interessados, além de dar apoio às economias locais e encoraja práticas sustentáveis. [2]

Portanto, o crescimento do turismo de aventura resulta em impactos positivos não somente no turismo, como também nas economias locais e na geração de empregos.

Para se ter uma ideia do impacto econômico do turismo de aventura, o relatório Allied Market Research mostra que o mercado de turismo de aventura gerou U$ 112.22 bilhões em 2020, sendo estimado gerar U$ 1.169,09 bilhões até 2028. [3]

Ou seja, esse relatório demonstra que entre 2021 e 2028 haverá um crescimento de 20,1% nesse segmento de turismo.

🧑‍💻 Benefícios do turismo de aventura

E por que o turismo de aventura vem crescendo tanto em todo o mundo, no cenário pós-pandemia? Após o relaxamento das restrições causadas pela pandemia do coronavírus, muitos turistas buscam estar em mais contato com a natureza. 

De fato, a própria pandemia de Covid-19 fez com que viagens internacionais ficassem bastante restritas, com viagens nacionais ganhando destaque. Assim, o Brasil se destaca no ambiente do turismo de aventura, por ser um país com diversos locais propícios para sua prática. 

Dessa forma, é possível observar que diversos benefícios do turismo de aventura também influenciam no seu crescimento em todo país.

Viagens nacionais 

O Brasil possui vasta natureza e locais sensacionais para quem é amante do turismo de aventura. Alguns lugares no Brasil que atraem turistas nacionais e internacionais para a prática do turismo de aventura são: Brotas (São Paulo), Bonito (Mato Grosso do Sul) e Chapada Diamantina (Bahia), por exemplo. 

Dessa forma, com viagens nacionais, seja de carro ou ônibus, o turista consegue visitar diferentes locais e ter diversas experiências, sem a necessidade de enfrentar longas viagens internacionais para isso. 

Preservação ambiental 

Uma das principais características dos turistas a procurar pelo turismo de aventura é a consciência ambiental. Esses turistas sabem da importância de se preservar o meio ambiente. Afinal, a natureza provê o fundamental para as atividades do turismo de aventura. 

Contato com a natureza 

No turismo de aventura, atividades como rafting, tirolesa e rapel permitem um contato próximo com a natureza. E isso, já demonstrado por vários estudos, permite que haja relaxamento e redução do estresse. 

Então, se você acredita que a adrenalina das atividades no turismo de aventura te deixará estressado, pelo contrário, o relaxamento do contato com a natureza ajuda na redução do estresse. 

Atividades de recreação com segurança 

Você acredita que turismo de aventura não é para você? Que tudo é muito perigoso? Saiba que as atividades planejadas de recreação do turismo de aventura são cercadas de segurança. E segurança em todos os sentidos. 

Para se ter uma ideia, a cidade de Brotas, por exemplo, de setembro a outubro de 2020, em plena pandemia, teve somente 5 casos de Covid-19, visto que todos os atendentes usavam máscara e mantinham distanciamento nos parques. 

Mas, se sua preocupação é o risco de atividades como o rafting, por exemplo, ainda em Brotas, a atividade só é feita com especialistas, com muita experiência e que sabem, exatamente, onde cada pedra no rio está. 

Portanto, embora tenham riscos, os riscos das atividades são planejados e todas as atividades são comandadas por especialistas, com bastante experiência, transmitindo tranquilidade ao turista que deseja ter essa experiência de aventura.  

 Geração de empregos e apoio à economia local 

Graças ao turismo de aventura, cidades recebem turistas, hotéis e pousadas recebem reservas e o dinheiro circula. Por isso, o turismo de aventura também é responsável pela geração de empregos diretos e indiretos, além do apoio à economia local. 

Números de Brotas, considerada a capital do turismo de aventura no Brasil, mostram que a cidade teve aumento de 37,8% entre agosto e outubro de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, nas atividades ligadas ao turismo de aventura. 

A Secretaria Municipal de Turismo de Brotas declarou que nesse mesmo período, foram emitidos 76.556 vouchers, as pulseiras que dão acesso às atividades e ecoparques da cidade. Em 2019, foram emitidos 55.611 vouchers no mesmo período. [4]

Houve crescimento, ainda em 2020, de 10% na geração de empregos e em Brotas, os empregos diretos e indiretos ligados ao turismo de aventura, correspondendo a 38% de todos os postos de trabalho da cidade. [4] 

🤩 Tipos de turismo de aventura

As atividades de turismo de aventura incluem contato com a natureza e adrenalina. Mesmo assim, levam ao relaxamento e redução do estresse, pelo contato com uma paisagem incrível e experiências inesquecíveis. 

Alguns dos principais tipos de turismo de aventura são: 

  • Rafting (descida de rios em botes); 
  • Escalada; 
  • Tirolesa; 
  • Rapel; 
  • Flutuação
  • Canoagem; 
  • Bungee jump; 
  • Slackline;
  • Trekking (caminhadas por trilhas). 

Locais para turismo de aventura no Brasil 

Agora que você já sabe o que é turismo de aventura, como essa modalidade de turismo vem crescendo, movimentando grandes somas de dinheiro, além de trazer muitos benefícios, vamos descrever alguns locais de turismo de aventura no território nacional. 

Brotas – São Paulo 

Considerada a capital do turismo de aventura no Brasil, a cidade de Brotas é um dos dez destinos mais visitados do estado de São Paulo. 

A cidade possui mais de 74 cachoeiras e muitas atividades como rafting à disposição dos turistas. 

Bonito – Mato Grosso do Sul 

Rapel, tirolesa e flutuação. Essas são algumas das atividades possíveis nos cenários paradisíacos de Bonito, em Mato Grosso do Sul. 

Por sua natureza exuberante, Bonito oferece diversas opções de passeios e atrai milhares de turistas todos os anos. 

Chapada Diamantina – Bahia 

Amantes de trekking vão amar as diversas trilhas que a Chapada Diamantina, na Bahia, oferece a turistas. Mas não é só trekking! Os turistas também têm a opção de rapel, tirolesa e escalada, por exemplo. 

Perspectivas do turismo de aventura no Brasil 

A tendência é que o turismo de aventura cresça cada vez mais no Brasil, após o relaxamento das restrições da pandemia. 

Com o custo médio das passagens aéreas acumulando aumento de 123,26% nos últimos 12 meses, bem acima da taxa de inflação (IPCA) [5], a tendência é que turistas busquem destinos nacionais, que possam chegar usando veículos, como carros e ônibus. 

Em 2022, o turismo nacional cresceu 47,7% em abril, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. O faturamento total no período foi de R$ 15,3 bilhões [5]. Isso se deve ao relaxamento das restrições da pandemia, o que faz com que o turismo nacional cresça. 

Outro dado interessante é que, em virtude do home office para vários tipos de trabalhos, as viagens de trabalho ficaram bem menos frequentes. Assim, podendo trabalhar de qualquer lugar com acesso à internet, turistas buscam locais em que possam ter lazer e relaxamento. E isso, o turismo de aventura traz a todos que o procuram.

Perguntas e Respostas

O que é turismo de aventura? 

É um tipo de turismo em que o turista tem atividades de recreação de caráter não-competitivo. 

Quanto surgiu o turismo de aventura? 

Estima-se que o turismo de aventura no Brasil tenha surgido em 1975. 

Quais são os principais tipos de turismo de aventura?

Rafting, escalada, rapel, trekking, canoagem, flutuação, bungee jump, slackline, dentre outras. 

Quais são os principais lugares para a prática do turismo de aventura no Brasil? 

Brotas é considerada a capital do turismo de aventura, mas há outros lugares como Bonito, no Mato Grosso do Sul e a Chapada Diamantina, na Bahia.

Referências

				
					[1] Carvalho, SMS; Araújo, JLL. Turismo de Aventura como Instrumento para a Preservação Ambiental em Cajueiro da Praia – PI . In: VI Seminário da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo 10 e 11 de setembro de 2009 – Universidade Anhembi Morumbi – UAM/ São Paulo/SP.

[2] https://tourismnotes.com/adventure-tourism/

[3] https://www.adventuretravelnews.com/eye-on-the-industry-adventure-tourism-market-growth-breaking-down-barriers-to-travel-and-goodbye-to-email-open-rates#:~:text=inspiring%2C%20and%20intriguing.-,Industry%20News,2028%20from%202021%20to%202028.

[4] https://www.panrotas.com.br/destinos/pesquisas-e-estatisticas/2020/11/brotas-sp-tem-seu-melhor-trimestre-em-5-anos-no-turismo_178171.html#:~:text=No%20mesmo%20intervalo%20de%202019,para%209%2C1%20mil%20reservas.

[5] https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2022/06/5017972-turismo-volta-a-crescer.html